sábado, 5 de agosto de 2017

Iron Maiden - Afraid To Shoot Strangers



Música de destaque: Afraid To Shoot Strangers. A letra dessa música é fantástica, cujo contexto é a guerra, mais especificamente, o soldado no front. Segundo consta, Dickinson afirmara que esta música fala sobre guerras iniciadas por políticos e tocada por pessoas comuns. Evidentemente, quando analisamos as duas guerras mundiais do século XX, concluímos que ambas foram claramente motivadas por um viés político-ideológico. Nesse ponto, devemos fazer o seguinte questionamento: Qual visão política foi à motivadora das duas guerras? Resposta: Ora, a visão política “progressista”, a visão política que relativizou a moral e quis a todo custo romper com os valores morais tradicionalmente empregados em diversos níveis. Uma tentativa de invasão ideológica com tudo que há de mais autoritarista, como nas últimas ditaduras do mundo.
Como a letra de Afraid To Shoot Strangers não deixa dúvidas, de fato, a guerra é feita por soldados. Nas duas guerras, pessoas comuns se alistaram voluntariamente, mesmo tendo em vista os medos, angustias, sofrimentos e dúvidas que a canção aborda. Outra indagação: O que motivavam essas pessoas? Será que eram vitimas de uma intensa lavagem cerebral? Não! As pessoas estão atentas ao contexto em que estão inseridas e sabem perfeitamente as motivações que levam um país a entrar numa guerra, logo, quando refletimos sobre as motivações dos Aliados, percebemos claramente que o cidadão que ia para o front de batalha não o fazia com o objetivo de conquistar a supremacia de um Estado frente a outro, mas, estavam determinadas a simplesmente, pedir forças a Deus e “fazer o que tinha que ser feito”, ou, mais precisamente:
“Tentando justificar à nós mesmos a
razão de ir
Deveríamos viver e deixar viver
Esqueça ou perdoe
Mas como podemos deixá-los ir por aquele caminho?
O reino do terror e corrupção deve ter fim”.

0 comentários: