terça-feira, 23 de maio de 2017

Crônica dos fatos reais

"- Doutora, estou com um problema sério!
- Qual é o seu problema? Você lê Olavo de Carvalho? Nutre algum tipo de simpatia pelo Bolsonaro? Acha que o impeachment da Dilma não foi golpe? Tem medo de um suposto terrorismo islâmico?
- Nada disso, doutora. É que eu sou viciado em crack...
- Ah, mas isso não é nenhum problema!
- Mas doutora, eu passei os últimos meses dentro de um bueiro no centro fumando pedra! 
- Você tem o direito de ir e vir do bueiro! A carga negativa que os frequentadores da Cracolândia recebem é um constructo social.
- Eu larguei esposa e filhos para viver na rua...
- Fico feliz que você tenha abandonado esse modelo cis ultrapassado de família patriarcal centrada na figura do macho e esteja aberto a novas e estimulantes configurações de convívio sócio-familiar!
- Doutora, eu não como há quinze dias!
- Não se preocupe, o importante é ser tratado com amor. Saiba que eu tenho muito amor por você! Toma, pega aqui 50 reais pra comprar uma pedra e tomar um goró na barraquinha do pessoal da Craco Resiste!
- Mas doutora...
- Eu amo você! Nós amamos você! Vai lá! Seja feliz! Mais amor em São Paulo!"
(Inspirado em fatos reais)
(Tom Martins, via Hobbes Matraca)

0 comentários: