sábado, 15 de agosto de 2015

O show dos Beatles no Shea Stadium foi melhor do que as pessoas imaginam


Todos sabemos da importância que festivais como Woodstock e Monterey têm, principalmente no que tange às suas contribuições para a música. Mas os deixando um pouco de lado, vamos voltar ao passado, há exatos 50 anos, em 1965. Foi neste ano que os Beatles realizaram uma de suas melhores performances e gravações de toda sua carreira, feita no estádio de baseball Shea Stadium.
Na época eles eram considerados ruins em cima de um palco, mas hoje este é considerado um dos shows mais famosos da história do rock.
Beatles ao vivo no Shea Stadium
A começar pelo público. Os Beatles conseguiram reunir um total de 56 mil pessoas num mesmo espaço. Se você já viu as imagens, sabe do que estamos falando. O quarteto foi posicionado em um palco dentro do campos, com gritos ecoando por todos os cantos.
Entretanto, uma história que circulava na época era de que eles não eram bons em suas apresentações ao vivo, que mal era possível escutá-los e que só queriam terminar o set-list do show e ir embora o mais rápido possível. Mas isso não é totalmente verdade e é justamente o que o pessoal da Rolling Stone fez. Elencou uma série de razões para mudar a péssima imagem deixada do grupo.
A prova disso chegou em 2007 quando foi lançado um disco, intitulado The Beatles and the Great Concert At Shea, e que continha dois cds com as gravações da performance ao vivo do grupo. A maior parte do set-list não era composta por canções originais, isso no sentido de composição, mas esse não era o foco principal. Eles pegavam outras músicas e faziam uma interpretação própria, mais pessoal e característica, deixando-as com o DNA Beatles.
Um show de atitude
Pegue essa atitude, as costeletas florescentes e você tem uma das performances mais marcantes da banda, onde ainda é possível perceber uma maior influência do groove, do baixo e da percussão. A voz de John Lennon aparentava um pouco cansada, mas isso se tratava de uma mudança pela qual ele passava.
O que definiu o show da banda no Shea Stadium foi uma característica intrínseca aos Beatles: a capacidade de projetar o futuro enquanto dominam o presente. E mesmo que Help! seja a ovelha negra dos Beatles, ele é um dos mais importantes álbuns da carreira deles, por mesclar soul, folk, rock e uma leve psicodelia. E mesmo que estivessem em um momento surreal de suas vidas, dá pra perceber que eles estavam curtindo a apresentação, pois demonstravam energia e emoção.
Todos esses elementos contribuíram para classificar o show no estádio Shea como um dos melhores: sonoridade, vocais, energia, e que veio ser confirmado com o lançamento do álbum em 2007, desmistificando um dos shows mais enigmáticos da carreira dos Beatles.

0 comentários: