terça-feira, 17 de junho de 2014

Pensadores da Copa



Projeto 12 Copas - Invisíveis Produções - SP | Instituto Goethe
Pensadores da Copa | Sarau Free - Cuiabá/MT

Texto: Eduardo Ferreira
Performance: Fabricio Chabô
Criação: Alisson Sant, Eduardo Ferreira, Antônio Sartori e Fabrício Chabô
Participação especial de Pedro Guimarães (Projeto Copas)

Pensadores da Copa
Evocando Marcel Duchamp lançamos o trono para ouvir a voz do povo.
Um ladino qualquer grita em alto brado: O Rei está nú.
Solitário, ele pensa que existe. Só existe um poder: o poder do povo. Está sacramentado. O resto é jogo pra inglês ver. O povo está no centro. O cetro rola de mão em mão. Poder que é poder não se constitui, ele passa, corrida maluca, revezamento sem medo de ser feliz. Poder cansa. Sai logo. Pede licença, já deu sua contribuição. Agora, mudou o lugar.
É preciso refletir. Corte: campinho de pelada 15mX15m, traves com dois passos de largura, pau torto, pé torto domina invade a área. É golaço. Futebol na raiz é essencial no pé desse zé. Na periferia do futebol business, esse ladrão por onde passam caravanas inteiras de senhores, enquanto os cães dormem vadios de barriga cheia e a cabeça nas alturas.
Penso, logo desisto
Penso, logo resisto.
Penso, logo insisto: caralho, a Copa tá lá na Arena e eu aqui pagando a conta pra festa desses bacana. Isso num tá certo. Sorri o cara sem dentes, de sorriso verde e amarelo, pintado nas cores nacionais do país brasilis pra elite assistir de seus camarotes arrotando pseuda-sabedoria porcamente ilustrada com histórias baratas surfando nas ondas dos novos ricos de ocasião. Diz o dito popular: a ocasião faz o ladrão.
Larápios disfarçados, rondando ao redor. Please. Não chores por mim Argentina, Dieguito, yes, nós temos Ronaldos de montão, imbecilizando o jogo, tornando a coisa mais feia do que parece. No país dos bananas quem tem um Ronaldo é Rei. Caraca, bota o Ronaldo no trono. O rei está nú.
São Paulo, 15 de junho de 2014

0 comentários: