sábado, 29 de março de 2014

Buscas ancestrais sobre drogas

Em setembro do ano passado escrevi o artigo publicado neste espaço e no jornal “A Gazeta”, sobre o tema: “Esperança sobre as drogas”. Tratava da viagem que a terapeuta Sonia Mazetto, de Cuiabá, faria à República dos Caramões, na África, para conhecer melhor e estudar a respeito de uma planta ancestral, a ibogaína, nativa de uma região de lá, que tem, entre outros, grande efeito no tratamento no uso de drogas. De fato ela foi, sua filha Tábata e a jornalista Thiara a acompanharam na viagem.
Na última sexta-feira conversei com ela a respeito da viagem, pra dar continuidade ao assunto para os leitores deste espaço, e também como uma resposta aos enormes anseios sociais por respostas a questão atualíssima das drogas.
Em Camarões, elas foram a algumas cidades, mas foi na de Doala, onde tiverem efetivos contatos com a ibogaína na sua forma original e de uso ancestral nos contatos entre o divino e o humano naquelas culturas. Ela me relatou que precisava conhecer, principalmente, as raízes ancestrais da planta e o seu uso original, de modo a adotá-la no mundo atual para questões mais modernas de ordem psicológica, incluindo o tratamento de pessoas usuárias de drogas.
Lá, a planta é muito respeitada como um totem ancestral de uso místico e religioso. Acessá-la na sua integridade fica difícil porque quem detém o seu conhecimento é muito zeloso da pureza cultural. Contudo, Sonia acabou aceita e participou de rituais tribais exclusivos onde a ibogaína é tratada na sua forma sagrada.
Foi ainda lá que Sonia teve a notícia de que o médico holandês Giovanni Latanzi aprofundou-se na cultura da ibogaína ligando-a a questões psicológicas e sociais ocidentais. Para isso, nesta semana lá vai Sonia pra Holanda em busca dessas informações para complementar informações e o uso em Mato Grosso em casos de tratamento de drogas e outros usos psicológicos. Em nossa conversa ela contou-me da sua enorme impressão com a reverência original lá na origem que se tem com a planta e com os seus usos ritualísticos.
As fotos e relatos da viagem, assim como todas as informações sobre a ibogaína e os seus usos, estão no fanpage de Sonia Mazetto: facebook.com/soniafmazetto. Contatos podem ser pelo e-mail soniamazetto@uol.com.br a respeito do assunto. Cito os dois contatos, autorizado por ela, face ao grande número de pessoas interessas. Quando ela voltar da Holanda voltaremos ao tema.
- Onofre Ribeiro, Mídia News -

0 comentários: