sábado, 2 de novembro de 2013

“PROCURE SABER” CRIA REVOLUCIONÁRIOS MÉTODOS DE DISUASSÃO DE ESCRITORES DE BIOGRAFIA

“Censor, eu? Nem morta!” Com esta frase Caetano Veloso resumiu todo o espírito libertário do grupo Procure Saber (a.k.a. Máfia do Dendê feat. Chico, Milton, Dja, Rei e Tremendo), que tem levantado a bandeira da privacidade e dos 10% sobre o preço de capa contra a permissividade dos difamadores e burgueso-milionários biógrafos brasileiros. Chocados e temerosos com a parcialidade da imprensa bergamo-golpista – que aponta para a volta de uma censura ditatorial - os membros do Procure Saber foram novamente à cata de soluções nos tempos mais simples e singelos da Inquisição e do Milagre Econômico de Médici e Geisel. Assim, estão inaugurando dois órgãos para vigilância respeitosa e coação branda, o DOPS – Divisão de Oportunismo Social e o DOI CODI – Departamento de Obliteração de Incômodos “Caetano Odara International”, responsáveis pelo desenvolvimento e pela aplicação de revolucionários métodos para convencer os biógrafos e outros falastrões de que não vale a pena fuçar na vida pública alheia. Conheça abaixo algumas das técnicas do DOPS e do DOI CODI do Procure Saber:
- Milton No Cimento: porque amigo é coisa pra se guardar debaixo de sete palmos.  Neste método, o sujeito experimenta um par de sapatos de cimento fresco, e, após eles terem endurecido, é mandado para uma travessia num dos cartões-postais do Rio de Janeiro, a Lagoa Rodrigo de Freitas. Deixe-se levar até o fundo dessa experiência!
- Paula de Arara: sete horas com Paula Lavigne papagaiando as qualidades de Caê enquanto homem e artista e discorrendo sobre seus projetos para o ECAD
- FuGil: cadê o Ruy Castro? FuGil! Cadê o Fernando Morais? FuGil! Cadê o Eduardo Bueno? FuGil! Todos eles farão como Gil e Caetano no final dos anos 60 e se mandarão para outros países, só que, em vez da efervescente Londres, irão para Haiti, Síria e Somália, lugares repletos de histórias que renderão grandes livros
- Chicote Buarde de Holanda: uma sessão de chicotadas nos Países Baixos vai fazer o cara dar uma pirueta, duas piruetas, bravo! bravô! Ao olhar pra baixo ele até vai pensar que está de Chico
Parece que os monstros sagrados do Procure Saber estão mesmo resgatando o espírito dos revolucionários anos 60 - mais precisamente, dos revolucionários de 64! Num típico trocadilho emepebístico, “AI-5 eu vi vantagem!”, exclamou Caetano.

Twitter: @ForadoBeico
facebook.com/foradobeico

0 comentários: