sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Jornalista representante "Chapa Branca" fará palestra em Lucas

Com objetivo de discutir o papel da imprensa e promover o aprimoramento dos profissionais que atuam na comunicação, a ALI-Associação Luverdense de Imprensa fará, nesta sexta-feira (29) o, I Workshop da Imprensa de Lucas do Rio Verde.
O evento começa pela manhã, na câmara, com três importantes palestras. A primeira palestra será proferida pelo Coordenador do Curso de Comunicação Social da UFMT, Jornalista Tinho Costa Marques, que vai falar sobre as funções do Jornalismo, Ética e qualidade profissional, oportunidades de mercado de trabalho e a influência das comunidades sociais na vida do cidadão.
Na sequência, representantes do Ministério Público, estarão falando sobre a liberdade de imprensa na democracia brasileira, direito a privacidade e responsabilidades dos profissionais da comunicação.
O evento terá encerramento à noite no auditório da Faculdade com uma palestra do renomado jornalista e economista Paulo Henrique Amorim. O apresentador do programa Domingo Espetacular, da Rede Record, vai falar sobre macro economia, dando enfoque para o desenvolvimento regional e nacional.
O presidente da ALI, Valdecir Chagas, ressalta que esse é um momento histórico para a comunicação do município. Ele revela que só está sendo possível a realização deste evento graça ao apoio de todos os veículos de comunicação e a união dos profissionais e colaboradores, somando com apoio da classe empresarial e do poder público. "A democracia vem se consolidando no país e a imprensa é sem dúvida um dos pilares do sistema, e nada melhor, do que discutir o nosso papel neste contexto", ressalta.
Chagas explica que o foco será voltado para o aprimoramento dos profissionais da comunicação. Os dois promotores que atuam na comarca, Paulo Henrique Mota e Fernanda Vieira, confirmaram participação no evento, além do renomado jornalista de Mato Grosso, Tinho Costa Marques que é coordenador do Curso de Comunicação Social da UFMT. "São autoridades que exercem a função de fiscalizar a aplicação das leis e acompanham os conflitos nas demandas em que discutem a liberdade de imprensa, direito a privacidade, direito a honra e a imagem e a responsabilidade dos profissionais que atuam na comunicação", conclui.
Fonte: MT Agora - Assessoria

0 comentários: