quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Cineclube Metrópole: A Culpa é do Fidel! - sexta

Duração: 99 minutos
Classificação: 16 anos
Diretor: Julie Gravas
Ano: 2006
País: França


Sinopse: Anna de la Mesa (Nina Kervel-Bey) tem nove anos, mora em Paris e leva uma vida regrada e tranqüila, dividida entre a escola católica e o entorno familiar. O ano é 1970 e a prisão e morte do seu tio espanhol, um comunista convicto, balança a família. Ao voltar de uma viagem ao Chile, logo após a eleição de Salvador Allende, os pais de Anna estão diferentes e a vida familiar muda por completo: engajamento político, mudança para um apartamento menor, trocas constantes de babás, visitas inesperadas de amigos estranhos e barbudos. Assustada com essa nova realidade, Anna resiste à sua maneira. Aos poucos, porém, realiza uma nova compreensão do mundo.

Sexta, 29 de novembro às 19:30
UFMT - Universidade Federal de Mato Grosso em Cuiabá
Local: Auditório da Faculdade de Economia da UFMT - 2º andar do prédio novo (próximo à piscina).


.....................

Síndrome de dignidade intelectual
Está bem clara a engenharia do atual reinado brasileiro em tomar de assalto a cultura de massas, através da Hegemonia Cultural, ironicamente a grande revolução. Criam-se um conjunto das condições que visam estruturar uma consciência coletiva, para que o indivíduo, já sem seu poder criativo e crítico, se torne o agente direto ou indireto de manutenção do poder, modificando a forma como as pessoas pensam, muitas vezes sem perceber.
Somos cobaias, ou idiotas burgueses da hegemonia cultural segundo Antonio Gramsci. Alguns termos se tornam chavões de guerrilha contra o pensamento espontâneo. "A verdade é um conceito burguês." (Lenin)
Quase a totalidade das editoras brasileiras se submetem ao que é chamado de seletividade editorial. Os autores que contribuem direta ou indiretamente para a hegemonia da cultura e para a modificação da consciência social, são direcionados e os que são contrários são descartados.
O que vemos ao cardápio?
Sequestro da Cultura, com patrocínio e apoio gerenciado politicamente; temas esculpidos no ENEM; direcionamento do coletivo Fora do Eixo; o ofuscador de informações chamado Mídia Ninja; Black Blocs estuprando a democracia debaixo do nariz das autoridades, desconstruindo movimentos populares (manifestações); o maniqueismo invertido ao tratar os crimes da burguesia como o do Mensalão; a censura dos meios informativos, a baixíssima qualidade da programação de tv aberta (todas "socorridas" pelo atual governo); Educação milimetricamente desdenhada; a Comissão da Verdade (lembrando o antagônico Ministério da Verdade de Lenin);(...)
Neste lapso de geração, se você pensar diferente será um herege ou idealista burguês.
Daí, a gente publica este evento para grifar a direção a qual estão nos colocando.
Nunca rejeite algo que ainda não conhece.

1 comentários:

Osvaldo Tancredo disse...

SOCIOLOGIA NO ENSINO MÉDIO
"O longa metragem que está sendo entregue em toda a rede de ensino público do Estado de São Paulo é muito parcial, sua mensagem ideológica é clara, o que pode influênciar o pensamento político dos estudantes, caso o professor não tenha a sensibilidade de oferecer uma crítica sobre esta produção cinematografica."

http://sociologianoensino.blogspot.com.br/2012/07/resenha-do-filme-culpa-e-do-fidel.html