sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Dia Nacional do Combate ao Fumo

Será que alguém ainda fuma?
O consumo de cigarros vem diminuindo através dos tempos por diversos motivos. Mas o fator principal é a facilidade no acesso à informação para todos os gostos através da internet.
O cerco está se fechando em torno do cigarro. Além de trazer prejuízos sérios à saúde, o hábito de fumar pode atrapalhar a vida social e os relacionamentos amorosos. Com o objetivo de promover a conscientização sobre o assunto e combater o tabagismo, é celebrado em todo o Brasil o Dia Nacional do Combate ao Fumo. Cada Estado ou Município está adotando sua data de ações.
 Para se ter uma ideia do quanto o cigarro interfere no processo de busca por um parceiro, 90% das pessoas não fumantes cadastradas na agência Par Ideal, de Curitiba, afirmam que o vício atrapalha a relação. Para a especialista em relacionamentos e proprietária da agência, Sheila Rigler, fumar deixou de ser um sinônimo de elegância e status social. “Para muitas pessoas o hábito de fumar é determinante na hora de descartar um pretendente, mesmo quando o perfil é o desejado”, diz.
Ultimamente as empresas estão evitando contratar fumantes pela clara evidência de menor rendimento em relação aos não fumantes. Esta baixa inclui capacidade de raciocínio, vigor físico, tempo utilizado para fumar durante o expediente, irritabilidade e faltas motivo de doença.
O cigarro realmente causa impacto na vida das pessoas. Danos à saúde, redução no desempenho atlético, dificuldades nos relacionamentos familiares e amorosos são os quesitos levantados como fatores relacionados ao tabagismo que afetam a qualidade de vida.

0 comentários: