segunda-feira, 1 de julho de 2013

Google Reader deixa de funcionar hoje, conheça 4 alternativas

A Google anda com um “instinto assassino” ultimamente. Depois de adquirir e matar serviços como o Picnik e Meebo e anunciar o fim do serviço de “portal personalizado” iGoogle, a empresa de Mountain View anunciou no início de março uma nova lista de vítimas, entre eles um de seus serviços mais conhecidos e com uma fiel base de usuários: o Google Reader. Qual será a próxima vítima? O GMail?
Entendo que a empresa tem que fazer dinheiro, e que se o Reader não contribui com a causa, deve morrer. Mas é ruim para nós, consumidores, que nos acostumamos a ter algo tão legal grátis e agora ficamos a ver navios.
Mas iremos sobreviver, e talvez até encontrar um lugar melhor para armazenar e gerenciar nossos feeds RSS, algo que o Reader fazia bem mas não com muita elegância. Vasculhando as opções na internet, encontramos quatro boas alternativas, que em alguns pontos até superam o original. Mas antes de mais nada... que tal um backup?
Seguro morreu de velho
A maioria das alternativas ao Reader é capaz de importar automaticamente seus feeds cadastrados no serviço da Google, mas seguro morreu de velho. Bastam alguns cliques para ter um arquivo com um backup de todas as suas "assinaturas" do Reader, além de dados extras como uma lista das matérias que você estrelou, de seguidores e de usuários seguidos.
A chave para o backup é o serviço Google Takeout, que permite que você pegue seus dados armazenados em vários serviços da Google e os embale "para viagem". Visite www.google.com/takeout no navegador e clique no botão Choose Services. Clique no botão Reader e, na página seguinte, no botão Create Archive.
O Takeout vai criar um "pacotão" com seus dados (o processo pode levar alguns minutos) e entregá-lo ao seu computador como um arquivo .ZIP. Para importar manualmente seus feeds do Reader para um outro agregador de notícias, você vai precisar apenas do arquivo subscriptions.xml dentro do .ZIP, que contém a lista de feeds que você assinava.
Reforço que este arquivo é apenas um backup, e a maioria das alternativas deve importar automaticamente seus feeds, ao menos enquanto o Google Reader estiver no ar. Caso seja necessário fazer uma importação manual, consulte a ajuda de seu serviço favorito para saber o procedimento exato.

0 comentários: