sábado, 6 de abril de 2013

História do cinema no Sesc

O Sesc Arsenal de Cuiabá está com inscrições abertas para o curso História do Cinema, que será realizado entre os dias 09 e 13 de abril. A inscrição é franca
Você se liga em cinema? Já tentou fazer, tem algum interesse ou é um mero curioso sobre a sétima arte? Então se liga nessa dica. As inscrições estão abertas para o curso de História do Cinema no Sesc Arsenal de Cuiabá. A atividade será ministrada pelo jornalista, crítico, curador, pesquisador e professor de audiovisual Cássio Starling (SP). O curso acontecerá entre os dias 09 e 13 de abril, das 18 h às 22 h, e a inscrição é gratuita.
O curso História do Cinema visa oferecer uma visão ampla, mas não superficial, dos passos que fundaram a cultura audiovisual no final do século 19, modificando-se incessantemente ao longo do século 20. Abordará como o audiovisual se reinventa no século 21 ao incorporar as possibilidades de expressão e comunicação por intermédio das novas tecnologias.
Em vez de uma abordagem evolutiva, o curso se organiza em torno das estéticas mais influentes de cada época, suas adaptações e transformações, e dos paradigmas nunca imutáveis, que se mantêm vivos à medida que se recriam.
Serão cinco dias de aulas. No primeiro dia (09), o ministrante trabalhará “Pré-cinema, Primeiro Cinema e domesticação da linguagem”. Serão abordados os dispositivos utilizados para projeção de imagens a partir do Renascimento; as imagens em movimento de Muybridge, Marey e Edison; Irmãos Lumière: a invenção do cinematógrafo e os primeiros filmes; o cinema ganha o reforço da imaginação: Georges Méliés; e um novo meio de contar velhas histórias: a construção de narrativas de Porter a Grifith.
Na segunda aula, no dia 10, Starling falará sobre “O sistema clássico e a guerrilha das vanguardas”. Sobre isso abordará a comédia como recurso para abalar a ordem; a invenção de Hollywood e seus recursos para dominar o mundo; as vanguardas europeias e as possibilidade de um outro cinema; e o caso Limite do cinema brasileiro.
No terceiro dia de aula (11) o professor tratará sobre “O cinema face aos descompassos do mundo”. Entrarão em discussão os filmes como arma de propaganda; a busca pelo que sobrou do humano em meio às ruínas; visões de artistas: Orson Welles e Alfred Hitchcock; o que é cinema de autor?; e o Brasil em busca de seu cinema.
No quarto dia (12) o tema da aula será “Rebeldes e herdeiros”. O crítico Starling abordará a emergência do cinema sem regras; as novas ondas varrem as telas do mundo; o cinema novo redescobre o Brasil; Hollywood movida a sexo, drogas e rock n’ roll; e Spielberg, Lucas e a reinvenção do espetáculo.
No quinto e último dia de aula (13), o professor Starling encerrará com o tema “O cinema na paisagem contemporânea”. Ele abordará dois casos de cineastas-cinéfilos: Almodóvar e Tarantino; o cinema como janela para o mundo: a emergência do Oriente, do Irã e da Argentina; e a tecnologia digital e a infinitude do audiovisual na contemporaneidade.
SOBRE CÁSSIO STARLING
Crítico, curador, pesquisador e professor de história do audiovisual. Graduou-se em Filosofia pela UFMT. Como crítico, colabora regularmente para o jornal Folha de São Paulo. Integra o grupo de curadores da Mostra de Cinema de Tiradentes, da CineOP e da CineBH. Editou as coleções “Folha Clássicos do Cinema” (2009), “Folha Cine Europeu” (2011), e “Folha Charles Chaplin” (2012). É autor do livro “Em Tempo Real” (Ed. Alameda, 2006) sobre narrativas de séries de TV.
Mais informações pelo telefone (65) 3611-0550.
- Ariane Laura, Diário de Cuiabá -

0 comentários: