quinta-feira, 15 de novembro de 2012

"A mídia vende mentira"




 "Pedro Cardoso fala de forma aberta o que MUITOS gostariam de falar num meio de comunicação amplo como a globo! Com a ajuda inconsciente da topeira do fotógrafo e do Bial, a Globo cai em evidência como agente efetivo (patrocinadora e instigadora) do trabalho dos paparazzi. Em um determinado momento, o fotógrafo, mediocremente, resolve tentar colocar o Pedro numa sinuca, dizendo que o seu maior cliente é a rede globo. A topeira achou que isso iria inibir o ator de continuar seu discurso. Uma jogada sagaz da topeira, mas isso não impediu que Pedro continuasse: "...mas quem compra a maior parcela das minhas fotos, o meu maior cliente, é a rede globo!" (em outras palavras: Você está me FODENDO de verdade... quem sair pra fora da caverna de Platão e descobrir que isso que faço é refletir sombras na parede, estou FODIDO. Minha vida é isso, esse comércio cínico de fotos alheias! E é o SEU patrão e provedor de fama que me paga! CHUPA ESSA!). O ator não recua e diz: "... pois então eu estou falando da rede globo!". Assim se justifica o título do vídeo. Ele discursa, com autoridade e brilhantismo, sobre uma das características mais medíocres da vida humana que é a especulação da vida de outrem e, pior, fazer dessa máquina maldita fetichista, um mecanismo de ganhos exorbitantes, fazendo um verdadeiro serviço de deseducação nessa população que é tão castigada pela ignorância repassada culturalmente de pai para filho, de televisão para mentes.
 
Um próprio programa da emissora tirando conclusões sobre merdas que a própria emissora faz... são contradições que inevitavelmente a globo vai ter que enfrentar. A cada dia mais crescerá o desejo de se discursar sobre o problema da dominação das grandes mídias e sobre o poder nocivo dela. ISSO será motivo de audiência e não essas noveletes e programas imbecis, que nem de entretenimento podem ser chamados.

As pessoas que comentam "então vá para cuba" (SIC), "então não trabalhe na globo" (SIC) ou coisas imbecis do gênero, eu sinceramente as ignorarei. Estou lutando para contribuir com discussões melhores que essa..."

0 comentários: