sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Pacú Atômico - hoje no Caverna's Bar

Depois de uma onda pouco criativa de tributos e exibições covers, a cidade de Cuiabá está prestes a presenciar uma outra etapa de shows autorais, outrora tão aclamada na capital. Para selar em grande estilo o início dessa nova fase, o Caverna’s Bar recebe hoje, a partir das 23h, uma das mais prestigiadas bandas do cenário musical independente. A indecifrável Pacu Atômico está de volta!
A nova formação do Pacu Atômico conta com André Galvão (viola caipira), Marden Lima (pacu bambu e mocho), Breno Villa (guitarra), Fábio Galvão (contrabaixo), Styven Barros (bateria), DJ Spinha (nas pick-ups) e Luck Pança de Mamute (cantando, tocando mocho e fritando bolinho – de acordo com o próprio).
Criada em 1997, formada originalmente por Luck Pança de Mamute, Rubão e Rodrigo Lopes, a gênesis da banda Pacu Atômico é de deixar qualquer banda consagrada no chinelo. O primeiro show, no ano de sua criação, contou com a participação de Marcelo D2, dividindo os vocais com Luck, uma canção intitulada “Urutu”, homenagem a Chico Science (da Nação Zumbi), um mês após seu falecimento. No mesmo ano, a banda cuiabana assinou contrato com uma grande gravadora e mais tarde saiu em turnê pela Europa.
“A turnê europeia foi minha experiência mais fantástica. Fomos fazer dois shows e fizemos mais de dez. Ganhamos muito dinheiro aquela época e a banda acabou, inclusive, por causa do dinheiro”, revela Luck.
Após a turnê europeia, a banda se separou e só voltou à ativa em 2006, quando Luck Pança de Mamute montou o saudoso Espaço Atômico. A banda fez exatos sete shows e entrou num hiato de seis anos que termina hoje.
A apresentação desta noite exibe grandes sucessos do Pacu Atômico e apresenta duas canções inéditas: “Psshhh” e “Nós
- Folha do Estado -

0 comentários: