quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Campanha Jovem Pan Pela Vida, Contra as Drogas


Desde 2002, os especialistas de Jovem Pan Pela Vida, Contra as Drogas , campanha com apoio da Lincx Sistemas de Saúde e da Sociedade de Pediatria de São Paulo,alertam para os  graves riscos da maconha:
-Apatia
- Distorção afetiva
- Alteração da coordenação motora, das cores e também da percepção de tempo
- Diminuição da memória
- Pânico, ansiedade
- Sonolência
- Depressão
- Risco de ataque cardíaco por aumento nos batimentos cardíacos
 - Pode levar a perda de volume cerebral em indivíduos em risco de desenvolver esquizofrenia
-Tuberculose
-Bronquite
-Câncer de pulmão
 “Eliminar o uso de maconha poderia reduzir a incidência de esquizofrenia em 8%” afirma o psiquiatra Sérgio de Paula Ramos, um dos mais experientes profissionais especializados no tratamento de dependência química no país, no artigo “Maconha e desenvolvimento escolar”. O especialista alerta: “ Estudo sueco com jovens de 18 a 20 anos , no Exército, constatou que os que usaram maconha mais de 50 vezes possuíam 6,7 vezes mais chances de desenvolver esquizofrenia 27 anos mais tarde. Quanto mais cedo a exposição à maconha, mais intenso é o seu uso e, portanto, maiores as chances de episódios psicóticos ocorrerem.”

0 comentários: