quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Sintep/MT colaborou com a realização do II Seminário sobre Educação e Homofobia

O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) apoiou a realização do “II° Seminário Sobre Educação e Homofobia: Por uma Prática Pedagógica sem Homofobia” que aconteceu nos dias 20e 21 de agosto, no auditório da Escola Superior de Contas do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso.
O evento, organizado pelo Grupo Afro-Descendente de Livre Orientação Sexual/Gradelos “Tereza de Benguela”, contou com a presença de 400participantes, entre alunos da rede pública de Cuiabá, acadêmicos, profissionais da educação. Foram dois dias onde se discutiu temas como: “A Construção de Gênero no Ambiente Escolar”,“Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos de LGBT” e “Diversidade Sexual: O Desafio da Inclusão nas Escolas”.
A coordenadora do Coletivo da Diversidade Sexual do SINTEP/MT e secretaria geral, Jocilene Barboza, e o membro do Conselho Fiscal, Benedito Prina representaram o sindicato.
A representante do SINTEP/MT participou de duas mesas temáticas. Na mesa de Abertura, “Educação e enfrentamento à Homofobia: experiências no Brasil, no Mundo, no Estado e no Movimento Sindical” ela resgatou as ações da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE)e da Internacional da Educação para a America Latina (IEAL) implementadas pelo SINTEP/MT aqui em Mato Grosso. São ações desencadeadas apartir do Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE) é uma das ações do Programa Saúde na Escola (PSE), desenvolvido em parceria com o Ministério da Educação.
“O Sintep/MT tem se “pré-ocupado” desta questão e vem desencadeado o debate através de seminários e materiais que orientam o trabalho pedagógico. Acreditamos que é através do trabalho pedagógico que podemos mudar posturas e atitudes preconceituosas que ocorrem no espaço escolar. Infelizmente, as pesquisas tem apontado a escola como “lócus” das mais diversas formas preconceitos e discriminação, seja homofóbica ou racistas”destacou a sindicalista durante a sua fala.
Na segunda participação, Jocilene Barboza abordou a importância dos sindicatos na formação dos (as) trabalhadores(as) da educação, inclusive na questão da diversidade sexual e frisou que apesar desta formação política forjada na militância ser fundamental para a atuação profissional qualificada dos(as) educadores(as), não se confunde com o que é responsabilidade do Estado em propiciar a formação continuada de acordo com as demandas educacionais atual.
De acordo com o presidente do grupo Gradelos “Tereza de Benguela”, Leonardo Figueiredo, o segundo seminário visa debater e construir uma proposta curricular de combate à discriminação no ambiente escolar. “São em espaços de discussões como este que podemos criar mecanismos de combate à homofobia e envolver as instituições da sociedade civil e governamental na construção dessas políticas”, afirmou o coordenador do evento.
O representante do Ministério da Educação, Fábio Meirelles Hardman, o coordenador-geral de Direitos Humanos do MEC destacou a política de formações para educadores e as publicações realizadas pelo programa “Gênero e Diversidade na Escola”, com o objetivo de orientar os professores da Educação Básica a lidar com situações que envolvam gênero, relações étnico-raciais e orientação sexual. “Já qualificamos cerca de 35 mil educadores. Além disso, também elaboramos e distribuímos material pedagógico relacionados ao tema, e já lançamos o edital para aquisição de livros que abordam direitos humanos e diversi
dade”.
Também participaram do encontro o presidente do sindicato das Escolas Particulares de Mato Grosso (Sinepe), Gelson Menegatti Filho, o presidente do Sintep/Cuiabá, João Custódio da Silva, a presidente do Conselho Municipal de Educação de Cuiabá, Regina Araújo, o coordenador geral do CORSA(Cidadania, Orgulho, Respeito, Solidariedade, Amor), Lula Ramires, a coordenadora do Grupo de Estudos em Direitos Humanos e Cidadania LGBT do NIECV/UFMT, professoraVera Lúcia Bertolini e a gerente de Diversidades Educacionais da SEDUC/MT,Ângela Maria dos Santos.
- Diversidade Sexual do SINTEP / MT -

0 comentários: